Dança

A maior função da dança é a de ajudar o homem a formar um conceito mais nobre de si próprio. (Ruth Saint-Denis)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

12 de Janeiro/2012 – Os 50 anos de um Mestre!

O dia de hoje deveria ser reverenciado entre os dançarinos de salão de Floripa, pois foi justamente num 12 de janeiro, no ano de 1962, que nasceu aquele que viria a abrir as portas de Florianópolis para a Dança de Salão, o nosso querido Edson Nunes.
Assim foi que, em 1990, o carioca Edson Nunes, abria o seu Centro de Danças Edson Nunes e apresentava aos manezinhos as maravilhas da arte da dança a dois.
Sem demagogias ou puxa-saquismos, Edson foi o mestre de quase todos os que hoje são professores em Floripa, foi ele quem lapidou nomes como Luiz Kirinus, Laura Flores, João Biasotto, Pricila Moll, Guilherme Abilhôa, Bi Almeida, Daniel Pozzobon, Sheila Ludwig, Fabiano Silveira, Luiz Negão, Carol Botelho, Aline Tombini, Arthur Fernandes, Isabel Rocha, Arthur Bellaguarda, Ricardo D`Aquino, entre muitos outros. Foram, se é que podemos assim dizer, os “anos de ouro” da dança de salão em nossa cidade. Seu carisma, simpatia e talento rapidamente caíram nas graças da nossa gente e Edson era respeitado e reverenciado em todos os lugares por onde ia, a sociedade florianopolitana ficou encantada com aquele carioca-dançarino que fez a cidade redescobrir os prazeres de se dançar a dois.
O Centro de Danças Edson Nunes, em cima da antiga fábrica de bordados Hoepcke, nos altos da Rio Branco, tornou-se ponto cultural e de referência, foi o maior salão de danças que Florianópolis já teve, palco de grandes e memoráveis bailes, sua influência foi tão marcante que até hoje, quando se fala em dança de salão em Floripa o primeiro nome que vem à cabeça de muita gente, que não é do meio, é o de Edson Nunes e muitos espantam-se ao saber que ele não está mais na Ilha.
Edson Nunes, professor, dançarino, coreógrafo e verdadeiro “pai” da dança de salão catarinense comemora hoje seus 50 anos, bodas de ouro de uma vida dedicada a ensinar, com muita arte, a arte da dança de salão.
E o Dança Catarina, com muito carinho e muitas saudades, presta aqui uma justa homenagem à este amigo tão querido, Edson, parabéns a você, que tem o dom de tornar mais alegres os dias de quem te cerca; que dá a certeza, aos teus amigos, de ter sempre com quem contar; que valoriza o que cada aluno tem de melhor e assim, transformar a rotina do dia-a-dia em bons e grandes momentos: que bom que você existe! Feliz aniversário!”
_____________________________________________________________________
Retiramos este texto do Dança Catarina, assim como o Mestre Edson Nunes abriu as portas de Florianópolis para a Dança de Salão, ele e a Alexandra Kirinus tiveram o mesmo papel em Porto Alegre e porque não no Rio Grande do Sul, uma vez qua a maioria dos professores de dança de salão do estado são alunos deles.
Sempre saliento que a dança de salão no estado mudou depois da vinda deste mestre, com seu carisma, condução, musicalidade, técnica e tudo mais que faz um bom dançarino e um ótimo professor.
Fica aqui nosso agradecimento à essa pessoa maravilhosa e que Deus lhe dê pelo menos mais 50 anos de vida ao nosso lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário